Psicopedagogia

É a área do conhecimento que busca decifrar como ocorre o processo de construção do conhecimento nos indivíduos. Assim, ela se propõe a identificar os pontos que dificultam a habilidade cognitiva, além de atuar de maneira preventiva para evitá-los, através de estratégias e ferramentas que facilitam o aprendizado.

A Psicopedagogia busca na psicologia, psicanálise, psicolinguística, neurologia, psicomotricidade, fonoaudiologia, psiquiatria, entre outros, o conhecimento necessário para aprender como se dá o processo de aprendizagem nos indivíduos. Contudo, é preciso, em tempo, desfazer o equívoco de que a psicopedagogia é a fusão da pedagogia com a psicologia, ou vice-versa. Ela vai além dos conhecimentos específicos de ambas as áreas, como foi dito anteriormente.

Atualmente a psicopedagogia se divide em: Psicopedagogia Clínica e Psico-pedagogia Institucional.

O psicopedagogo institucional atua em empresas, hospitais e ambientes afins, promovendo processos de aprendizagem na tentativa de ajudar àqueles que possuem algum tipo de dificuldade em aprender uma nova tarefa, ou mesmo, adaptar-se a outras, quando a função cognitiva é alterada. Em contrapartida, o psicopedagogo clínico irá atuar em uma clínica psicopedagógica num sentido mais amplo, investigativo, e promovendo as possibilidades de mudanças sobre os processos cognitivos, emocionais e pedagógicos que por ventura possam estar travando a aprendizagem individualmente. Na medida em que trata dos processos diagnosticados, também previne que os seus aprendentes sofram outras dificuldades pessoais decorrentes de tais transtornos de aprendizagem.